Aposentadoria: o que você precisa saber para ter tranquilidade no futuro

Aposentadoria é um tema delicado porque, ao mesmo tempo em que entre os jovens, parece um assunto distante demais para se preocupar, muitas vezes vai ficando pra depois e acaba ficando em cima pra juntar o dinheiro que vai garantir a independência financeira.

Por isso, vamos tirar suas dúvidas e te ajudar a se preparar no momento certo, investindo com segurança nop seu futuro sem abrir mão de curtir a vida hoje. Vamos lá??


Quanto preciso juntar para a aposentadoria?

Essa resposta varia de pessoa pra pessoa, é claro:

Se você quer se aposentar cedo, por exemplo aos 50 anos, vai precisar de um patrimônio bem grande para ir gastando ao longo da aposentadoria; também importa o valor que você quer ter disponível pra gastar mensalmente depois de parar de trabalhar.

Mas relaxa que ninguém precisa fazer esses cálculos na mão: com a ajuda do nosso assistente financeiro, você descobre quanto precisa ter na data em que quer se aposentar e quanto precisa juntar todo mês para chegar lá.


O que é Previdência?

Previdência é uma forma de garantir a sua tranquilidade no futuro. Seja a previdência pública ou privada, a ideia é contribuir ao longo dos anos para gerar um patrimônio suficiente para te sustentar quando você parar de trabalhar.

Em geral, os recursos podem ser sacados mensalmente, como um salário, ou ser usados de uma vez - por exemplo, para investir em um imóvel ou em um negócio.


Quais são os tipos de previdência?

Existem, para começar, dois tipos de previdência: a Previdência Social, administrada pelo governo segundo algumas regras gerais, e a Previdência Privada ou Complementar, vendida por empresas privadas de acordo com as preferências do contratante.

Além dessa primeira divisão, há muitas variações. A Previdência Social tem regras específicas para os servidores públicos federais, por exemplo, mas a maior variedade de opções está na Previdência Privada: há diferentes regimes de capitalização e tributação; e os planos de previdência são oferecidos por diferentes empresas com diversas possibilidades de exposição a risco.


Qual a diferença entre aposentadoria e independência financeira?

Na nossa linguagem cotidiana, a palavra aposentadoria tem dois significados: o primeiro é o momento da vida em que se para de trabalhar; e o segundo é a renda que se passa a receber a partir de então, que pode ser paga por:

  1. Programas estatais de previdência;

  2. Planos contratados de previdência privada; ou

  3. Planos feitos por conta própria.

Já independência financeira é a condição em que, por ter um patrimônio suficiente para honrar as despesas obrigatórias e manter o estilo de vida por tempo indeterminado, não se precisa trabalhar.

Exemplo: alguém juntou R$ 2 milhões em patrimônio e só os juros mensais desse montante geram mensalmente para ela R$ 5.000. Se o custo de vida mensal dessa pessoa for de R$ 4500, por exemplo, ela tem a independência financeira (porque a renda dos investimentos cobre todo o custo de vida).

Apesar da frequente confusão entre os termos, cada um descreve uma situação completamente diferente. Por exemplo: se o valor da sua aposentadoria não for suficiente para manter o seu padrão de vida por tempo indeterminado, você é aposentado, mas não é financeiramente independente. O oposto ocorre quando alguém alcança a independência financeira mas não decide parar de trabalhar.

9 visualizações0 comentário